Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pensão Lisbonense

Águas correntes, quentes e frias.

Pensão Lisbonense

Águas correntes, quentes e frias.

Drogaria Oliveirense (1895-2010)

Rua da Lapa, Nº 14-18, Lisboa

 

Mais um atentado na cidade que faz dó. Quando é que estas situações passam a ser punidas com prisão?

 

Neste momento, estão polícias municipais no local, porque a obra é totalmente ILEGAL, uma vez que não deu entrada na CML nenhum projecto seja do que for. Como ilegal é a presença do contentor junto à loja (pelos vistos, também já desapareceu). O proprietário está em parte incerta. Os operários fecharam a porta e fugiram. Há quem garanta que parte do recheio já foi vendido a antiquários. Pessoalmente, creio que apenas o tecto ainda se manterá. Paulo Ferrero no O Carmo e a Trindade.

1 comentário

Livro de Reclamações